terça-feira, 13 de junho de 2017

EuroSUP 2017

Casper Steinfath e Olivia Piana sagram-se campeões da Europa em race técnico

O quarto dia do Peniche Paddle Series foi praticamente todo dedicado à prova de race técnico, um percurso delineado por sete bóias, a formar uma espécie de “M”, colocadas em frente à Aldeia da Água de Portugal, na praia de Supertubos, que os atletas tiveram de percorrer duas vezes. O primeiro a chegar ao pórtico da meta seria campeão da Europa da disciplina.

Com muito público a assistir na praia e a torcer pelos atletas, oito senhoras e dezasseis homens disputaram o título deste ano, debaixo de um sol radioso e de alguma nortada refrescante.


Nas senhoras, a grande favorita acabou por se impor. A francesa Olivia Piana conquistou o seu segundo título consecutivo, terminando a prova com cerca de três minutos de vantagem sobre as principais adversárias.

“Esta é a minha disciplina favorita, onde dou tudo o que tenho! Foi uma prova exigente, com algumas ondas a dificultarem por vezes, mas assim é que é divertido. Acabei por conseguir alguma vantagem a meio do percurso e com isso acabei por relaxar e terminar tranquilamente,” afirmou a bi-campeã da Europa.

Já a disputa pelo segundo lugar foi renhida até ao fim, entre a dinamarquesa Nicoline Rasmussen e a espanhola Laura Quetglass. Nicoline fez o percurso quase todo em segundo lugar, mas uma queda da prancha à chegada, na descida de uma onda, obrigou-a a ter de se contentar com a medalha de bronze. Laura, que se manteve sempre colada à adversária, aproveitou o deslize da dinamarquesa e conquistou a prata novamente.

A nossa representante, Ângela Fernandes, repetiu o quinto lugar  conquistado no ano passado, depois de alguma dificuldade com as ondas nas primeiras bóias, que a deitaram abaixo e a fizeram perder tempo precioso.

“Gostava de ter chegado um bocado mais à frente na classificação, mas aquelas ondas nas bóias mais perto de terra deram cabo de mim. Mesmo assim estou satisfeita com a minha prestação. Agora quero descansar e preparar-me para a Maratona, na sexta-feira,” comentou a atleta de Moledo.

Na prova masculina, a vitória também acabou por sorrir ao principal favorito, o dinamarquês Casper Steinfath. Mas o tri-campeão mundial desta disciplina não teve a tarefa facilitada. Casper e os dois atletas franceses cedo se adiantaram na corrida, com Arthur Arutkin a liderar durante muito tempo, sempre com o dinamarquês colado. Depois da viragem na última bóia, Casper e Arthur fizeram um sprint final de 300 metros, com ambos a caírem da prancha já muito perto da areia e a terem de decidir o título ao sprint, a pé, nos últimos três metros. Emocionante até ao fim!

Num esforço quase sobre-humano, Casper acabou por conseguir conquistar a medalha de ouro, com Arthur em segundo lugar e o seu compatriota Titouan Puyo em terceiro.


“Cometi um erro básico, que me ia custando o título,” afirmou Casper. “Quando vi o Arthur cair, ao chegarmos à praia, levantei os braços a celebrar por antecipação e acabei por cair também. Foi embaraçoso! Nunca mais faço isso! Mas no fim acabei por conseguir o meu primeiro título europeu na minha disciplina favorita. Estou muito feliz, pois apesar dos três títulos mundiais, nunca tinha conseguido bater estes meus amigos franceses em europeus. Agora vou divertir-me nas outras disciplinas e aproveitar a estadia em Peniche, que eu conheço bem há anos e que adoro,” concluiu.

O italiano Leonard Nika ficou na quarta posição, o jovem dinamarquês Christian Anderson foi a grande surpresa da prova, em quinto, com o português Filipe Meira na sexta posição. Ruben Afonso, o nosso segundo atleta, chegou à praia na sétima posição, mas também acabou ultrapassado no sprint final, já na areia, pelo espanhol Pep Oltra. Ruben foi assim oitavo.

“A primeira viragem foi tramada e fez-nos perder muito tempo,” comentou Filipe Meira. “Senti-me bem ao longo da corrida, com um bom ritmo e, atendendo que os cinco primeiros são profissionais, até acho que não nos saímos mal!”

“Ia sempre com os olhos postos no Filipe, mas acabei por ser surpreendido em cima da meta pelo Pep. Vivendo e aprendendo!... agora venha a Maratona, onde acho que temos uma palavra a dizer,” reforçou Ruben Afonso.

Ao final do dia realizaram-se ainda a primeira fase feminina da categoria de ondas e a segunda fase masculina. Nas senhoras, a espanhola Iballa Ruano Moreno e a francesa Justine Dupont dominaram as suas baterias, demonstrando porque são as atletas multifacetadas que sabemos.

Iballa foi oito vezes campeã mundial de windsurf ondas e é a actual campeã europeia de SUP ondas. Já Justine, foi campeã europeia de surf júnior, sénior, vice-campeã mundial de longboard e atleta da elite mundial de surf open. Palmarés invejáveis e candidatas fortíssimas ao título.

A representante nacional, Cátia Moura, lesionou-se numa sessão de treinos e optou por não entrar na água hoje, sendo relegada para a fase de repescagens e aproveitando mais uns dias para recuperar o tornozelo.

Nos homens, o alemão Moritz Mauch, o francês Pierre Rollet, o italiano Leonard Nika e o espanhol Juan de los Reyes estiveram em destaque ao vencerem as suas baterias. Diogo Queimada e Rui Fialho, da selecção nacional, também avançaram, em segundo lugar, com Fialho a mostrar algumas das manobras mais arriscadas, tendo quase conseguido encaixar num bom tubo.

Amanhã continua o EuroSUP, com a chamada marcada para as 12h, novamente na praia de Supertubos, para um provável avanço na categoria de ondas. Marcada está também uma activação de marca das Águas de Portugal, principal patrocinadora deste evento, numa animação que promete surpreender o público.

O Peniche Paddle Series deste ano reúne quatro federações desportivas pela primeira vez na história dos desportos de Mar – as federações de Canoagem, Remo, Surf e Vela.


Em paralelo aos eventos competitivos internacionais, durante todos os dias de competição existirão inúmeras actividades desenvolvidas pelos parceiros do Instituto Politécnico de Leiria e da Escola Superior de Desporto de Rio Maior IPL: ginásios e diversas ativações de marca, workshops, experiência das várias modalidades, aldeia de sponsors e programa de atividades desportivas e culturais, onde são esperados mais de 2000 crianças, jovens e seniores, provenientes das escolas e associações do concelho e de concelhos limítrofes.

O Peniche Paddle Series é uma coorganização do Peniche Surfing Clube e da Câmara Municipal de Peniche, com eventos homologados pela Federação Europeia de Surf, Federação Portuguesa de Surf, Federação Portuguesa de Canoagem, Federação Portuguesa de Remo e Federação Portuguesa de Vela, com o patrocínio principal das Águas de Portugal, Águas do Tejo Atlântico, EPAL e SMAS Peniche, o patrocínio da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo, Pingo Doce, Mútua dos Pescadores, Lubrigaz | Lubrisport, Herbalife e MEO, os apoios institucionais do IPDJ, Fundação do Desporto, Bombeiros Voluntários de Peniche e Centro de Alto Rendimento de Peniche, tendo como parceiros institucionais a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – IPL e a Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPS e como media partners o MEO Beachcam, Total SUP e Up Suping.








O Peniche Paddle Series 2017 pode ser acompanhado aqui:

Site PPSC: www.ppsc.pt

Twiter: @pxsurfclube




Instagram: penichesurfingclube



Créditos das fotos para: Miguel Sacramento

Sem comentários: