quinta-feira, 13 de julho de 2017

Berlenga Ocean Challenge tem nova data

A mítica travessia Berlenga Ocean Challenge, que devia ter sido realizada no passado dia 11 de junho, mas na altura adiada devido às más condições climatéricas e consequente falta de segurança, foi reagendada para o próximo dia 29 de Julho.

Integrada no Peniche Paddle Series 2017, o Berlenga Ocean Challenge prevê a travessia entre a ilha da Berlenga (Reserva da Biosfera da UNESCO) e Peniche em SUP, Kayak de Mar, Canoagem de Mar e Remo de Mar, sendo uma prova a contar para os campeonatos nacionais das modalidades das federações de Canoagem e de Remo, uma vez que a prova de SUP é um evento especial.

“Estamos muito satisfeitos por recebermos mais uma vez os melhores atletas da canoagem, do remo e do SUP nas águas de Peniche. Desde 2012 que organizamos o Berlenga Ocean Challenge, que é um evento extraordinariamente desafiante, quer para a organização, quer para os atletas. Investimos muito na segurança de todos os evolvidos e contamos ter, mais uma vez, uma prova espetacular”, afirma Paulo Ferreira, Presidente do Peniche Surfing Clube.

Depois do enorme sucesso alcançado com a organização do EuroSUP – o campeonato da Europa de Stand Up Paddle, no qual a selecção portuguesa terminou num honroso quarto lugar, a capital dos desportos náuticos recebe a mítica travessia Berlenga-Peniche, um clássico dos desportos de mar e um marco anual para todos os desportistas que nela participam. Dia 29 de Julho estes atletas terão a oportunidade de se colocarem à prova!

As inscrições para a modalidade de SUP são feitas aqui no site do Peniche Surfing Clube.

O Peniche Paddle Series é uma coorganização do Peniche Surfing Clube e da Câmara Municipal de Peniche, com eventos homologados pela Federação Europeia de Surf, Federação Portuguesa de Surf, Federação Portuguesa de Canoagem, Federação Portuguesa de Remo e Federação Portuguesa de Vela, com o patrocínio principal das Águas de Portugal, Águas do Tejo Atlântico, EPAL, Rip Curl, SMAS Peniche, o patrocínio da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche, Pingo Doce, Mútua dos Pescadores, Lubrigaz | Lubrisport, Herbalife e MEO, apoio institucional do IPDJ, Fundação do Desporto, Bombeiros Voluntários de Peniche e Centro de Alto Rendimento de Peniche, tendo como parceiros institucionais a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – IPL e a Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPS e como media partners a SurfTotal, MEO Beachcam, Total SUP e Up Suping.

Vídeo resumo da edição de 2016:



Vídeo resumo da travessia no EuroSUP 2017:





O Peniche Paddle Series 2017 também pode ser acompanhado aqui:

Site PPSC: www.ppsc.pt
Twiter: @pxsurfclube
Instagram: penichesurfingclube

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Afonso Antunes Campeão Nacional de Surf Sub 16



Afonso Antunes de apenas 13 anos, sagra-se campeão nacional de surf no escalão de Sub 16 nas praias de Peniche.



A “Capital da Onda”, Peniche, foi a rainha do surf em Portugal nos escalões mais jovens do surf nacional, tendo recebido durante quatro dias duas competições muito importantes para o surf nacional, o Rip Curl GromSearch e a finalíssima do campeonato Nacional de Surf Esperanças (CNSE) da Federação Portuguesa de Surf no escalão de Sub 16.



No fim de semana de 1 e 2 de julho disputou-se a finalíssima do CNSE. As previsões eram de condições difíceis, principalmente para sábado em que o vento soprou muito forte do quadrante norte, com rajadas de aproximadamente 60km/h.



Foi um verdadeiro teste à capacidade organizativa do clube local, o Peniche Surfing Clube, habituado a estes desafios e que mais uma vez demonstrou estar à altura.



No sábado a competição teve inicio na internacional praia de Supertubos, palco da etapa portuguesa do CT e do EuroSUP, onde se disputou a primeira ronda da competição. Com novo cal marcado para as 16h, a organização e a FPS decidiram mudar para o Baleal onde se realizaram os heats da fase de repescagem.



Para Paulo Ferreira, presidente do Peniche Surfing Clube, “tivemos o privilégio de receber novamente a finalíssima do CNSE e os melhores surfistas nacionais de Sub 16. Foi um teste duríssimo à nossa capacidade de organização e resistência com todas as alterações feitas aos locais de realização da prova, sempre a pensar nas melhores condições para os competidores. Demonstramos mais uma vez o porquê de Peniche ser a Capital da Onda. Um agradecimento muito especial à FPS e ao seu diretor técnico, Tiago Matos, bem como aos Bombeiros Voluntários de Peniche, staff da Câmara Municipal e ao nosso staff operacional, que nos deram um apoio incrível no campeonato. Sem eles não tinha sido possível”



Com as previsões a indicarem mudança de ondulação e vento para domingo, foi decidido que o campeonato arrancava no Pico da Mota e em boa hora o fizeram, pois as ondas estiveram à altura do evento.



Com apenas treze anos o filho do ex-campeão nacional de surf, João Antunes, dominou por completo a edição de 2017 da finalíssima do Campeonato Nacional de Surf Esperanças da Federação Portuguesa de Surf, tendo vencido todas as baterias em que competiu ao longo dos dois dias.

Na final, frente a Afonso Cadeias, voltou a ter bons scores e com um 7,5 e um 5,75 não deu hipóteses ao seu oponente.  



Segundo João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf, “a Final do campeonato de Esperanças, categoria sub16, pautou-se por ser realizada em condições bastante complicadas, com mudanças de local de prova e ondas nem sempre as melhores.

A FPS gostaria de agradecer ao Peniche Surf Clube, à Camara Municipal de Peniche, aos Bombeiros de Peniche, aos voluntários envolvidos e ao Director Técnico, Tiago Matos pelo excelente trabalho nesta prova.

Todos os Surfistas eram vencedores, uma vez que todos estavam nesta final por mérito próprio e pelo que fizeram ao longo do ano. Parabéns a todos.”



A Finalíssima do Campeonato Nacional de Surf Esperanças é uma coorganização do Peniche Surfing Clube e da Câmara Municipal de Peniche, com a homologação da Federação Portuguesa de Surf, com os patrocínios da Rip Curl, Águas de Portugal, Águas do Tejo Atlântico, EPAL, MEO, os apoios institucionais dos Bombeiros Voluntários de Peniche e Centro de Alto Rendimento de Peniche, tendo como parceiros institucionais a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – IPL e a Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPS e como media partners a SurfTotal e o MEO Beachcam.




quarta-feira, 5 de julho de 2017

Encontrados os grandes vencedores da edição de 2017 do Rip Curl GromSearch




Gabriela Dinis, Mafalda Lopes
, Matilde Passarinho, Santiago Graça, Martim Nunes, João Vidal e Guilherme Ribeiro vão representar Portugal na edição de 2017 da final europeia do Rip Curl GromSearch a realizar em Hossegor, França.

A internacional praia de Supertubos, palco da etapa portuguesa do CT e do EuroSUP sagrou os vencedores da edição portuguesa de 2017 do Rip Curl GromSearch, que este ano contou com duas etapas.
Em Peniche foram apurados os representantes portugueses para a grande final europeia, dois em cada um dos escalões de Sub 16 Feminino e Masculino, um em cada um dos escalões de Sub 14, Feminino e Masculino e Sub 12.

Foram dois longos dias de intensa competição com 94 jovens a lutarem pelas passagens à grande final europeia, naquela que foi a paragem n.º 7 da perna europeia do Rip GromSearch. 

Para Jean-Sebastien ESTIENNE, Diretor de Marketing da Rip Curl Europa, “Vimos um excelente nível de surf nesta última paragem do GromSearch em Portugal. Foi ótimo ver os jovens surfistas em Supertubos, o spot que daqui a 3 meses receberá o Meo Rip Curl Pro Portugal. Muitos parabéns para todos os groms e especialmente para aqueles que se qualificaram para a final europeia do Rip Curl GromSearch que acontecerá em Hossegor no próximo outono.

Um grande agradecimento a todos os patrocinadores que apoiam o Rip Curl GromSearch European Series neste ano: Citroën, Smith, FCS e Gorilla Grip. Gostaria também de agradecer ao Município de Peniche por acolher e apoiar a Rip Curl desde 1987 e também ao Peniche Surfing Clube por organizar esta última paragem da Série Portuguesa do Rip Curl GromSearch”

Já Paulo Ferreira presidente do Peniche Surfing Clube diz que “é para nós um privilégio organizarmos o Rip Curl GromSearch ininterruptamente desde 2012. A Rip Curl é nosso parceiro desde a fundação do clube em 2000. As ondas de Supertubos proporcionaram excelentes ondas e scores elevados aos jovens surfistas. Em 2018 esperamos por todos novamente, com algumas novidades”.

Na categoria das meninas e no escalão de Sub 14 Gabriela Dinis confirma o bom resultado da Costa e leva de vencida as suas adversárias, Benedita Teixeira segunda, Beatriz Carvalho terceira, Marta Madeira quarta e Maria Leal Chaves quinta classificada. 



Já no escalão de sub-16Mafalda Lopes confirma o excelente ano competitivo e vence a concorrência, relegando Matilde Passarinho para o segundo lugar, as atletas do clube local Carolina Santos terceira e Concha Balsemão que terminou em quarto lugar. Giovanna Branco ficou em quinto lugar nesta final de cinco surfistas.

Esta situação deixou Matilde Passarinho e Concha Balsemão empatadas na segunda vaga para a grande final europeia do Rip Curl GromSearch, por somatório dos pontos com a etapa da Costa, pelo que a organização decidiu fazer uma bateria suplementar de 15m para o desempate.

Matilde Passarinho foi a vencedora dessa bateria de desempate e integra dessa forma, a lista dos representantes portugueses na grande final europeia do GromSearch.

Na categoria masculina e no escalão Sub 12, Santiago Graça confirmou a vitória da primeira etapa e sagrou-se o grande vencedor, tendo o atleta local Matias Canhoto ficado com o segundo lugar, Francisco Ordonhas terceiro e Salvador Costa ficado com o último lugar do pódio.

Em sub-14Martim Nunes que tinha sido segundo na primeira etapa carimbou o seu passaporte para a grande finalíssima europeia com este primeiro lugar, ficando Tomás Gonçalves em 2.º lugar, Sacha Garcia em terceiro e João Mendonça em quarto. 

No escalão de Sub 16, Guilherme Ribeiro levou de vencida a concorrência, ficando Martim Paulino com o segundo lugar, Afonso Antunes foi terceiro e José Maria Bruschy quarto. 

O Rip GromSearch é uma coorganização do Peniche Surfing Clube e da Câmara Municipal de Peniche, com a homologação da Federação Portuguesa de Surf, com os patrocínios da Rip Curl, Citroën, Smith, FCS e Gorilla, apoios nacionais das Águas de Portugal, Águas do Tejo Atlântico, EPAL e MEO, os apoios institucionais dos Bombeiros Voluntários de Peniche e Centro de Alto Rendimento de Peniche, tendo como parceiros institucionais a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – IPL e a Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPS e como media partners a SurfTotal e o MEO Beachcam.


Mais informação/Conteúdo:



Video resumo do primeiro dia:



Video resumo do segundo dia:




sexta-feira, 30 de junho de 2017

Rip Curl GromSearch arranca nos Supertubos

A edição de 2017 do Rip Curl GromSearch arrancou ontem na internacional praia de Supertubos, palco da etapa portuguesa do CT e do EuroSUP.
Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Condições exigentes esperaram os 94 jovens surfistas inscritos, com ondas até 1m. As previsões apontavam para vento forte de noroeste, no entanto grande parte do dia o vento soprou do quadrante oeste, direção menos favorável para a costa portuguesa.

Foi um longo dia de competição, onde se realizaram as primeiras rondas dos escalões de sub12, sub 14 e sub 16.

Hoje o call está marcado para as 8h45m, com arranque da ação prevista para as 9h. Para este dia estão reservadas as fases finais de todos os escalões em competição.

Destaques do dia para os scores de Santiago Graça em sub 12 com uma pontuação combinada de 14,26 em 20 possíveis, de João Mendonça na primeira ronda de sub 14, com uma pontuação combinada de 15 em 20 possíveis e a melhor onda do dia com uma pontuação de 8,33 em 10 possíveis e Joaquim Chaves nos oitavos de final de sub 16 com uma pontuação combinada de 14,10 em 20 possíveis.

Video resumo do dia: https://youtu.be/YkOH5xQLf7k
  
O Rip GromSearch e a Finalíssima do Campeonato Nacional de Surf Esperanças são uma coorganização do Peniche Surfing Clube e da Câmara Municipal de Peniche, com a homologação da Federação Portuguesa de Surf, com os patrocínios da Rip Curl, Águas de Portugal, Águas do Tejo Atlântico, EPAL, MEO, os apoios institucionais dos Bombeiros Voluntários de Peniche e Centro de Alto Rendimento de Peniche, tendo como parceiros institucionais a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – IPL e a Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPS e como media partners a SurfTotal e o MEO Beachcam.
O Rip Curl GromSearch tem também os patrocínios da Citroën, Smith, FCS e Gorilla.

O Rip GromSearch e a Finalíssima do Campeonato Nacional de Surf Esperanças em Sub 16 masculino podem ser acompanhados aqui:


Site PPSC: www.ppsc.pt
Twiter: @pxsurfclube
Facebook: https://www.facebook.com/peniche.surfclube
Youtube: https://www.youtube.com/user/Penichesurfclube
Vimeo: http://vimeo.com/penichesurfingclube
Instagram: penichesurfingclube


Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento

Foto: Peniche Surfing Clube/Miguel Sacramento